Novidades

Novidade

28/09/2017

Notícia - Saúde promove vacinação contra raiva em cães e gatos neste final de semana
Autoria: PMC

 

A Secretaria de Saúde de Campinas continua neste sábado, 30 de setembro, e domingo, 1º de outubro, a Campanha de Vacinação contra a Raiva. Neste final de semana as vacinas serão aplicadas nos cães e gatos em postos distribuídos nas regiões Leste e Sul. 

A expectativa é vacinar, durante toda a campanha, cerca de 78 mil cães e 15,6 mil gatos com idade a partir de três meses. A primeira etapa da vacinação aconteceu em 23 e 24 de setembro nas regiões Norte, Sudoeste e Noroeste. 

Neste final de semana, as doses estarão disponíveis em 148 pontos (centros de saúde da cidade e postos fixos e volantes). As datas, horários e endereços podem ser consultados no http://www.saude.campinas.sp.gov.br/saude/eventos/eventos_2017/Anti_Rabica_2017_postos.pdf ou pelo telefone 156. 

De acordo com o médico veterinário do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Ricardo Conde Alves Rodrigues, a preocupação atual é com a possibilidade da transmissão da raiva por meio de morcegos. “Todos os anos, Campinas registra casos de morcegos infectados pelo vírus da raiva na área urbana. Esses animais se alimentam de frutos e insetos, mas podem, uma vez infectados, transmitir o vírus a animais e ao ser humano”, explica. 

A vacina é segura e gratuita. É recomendada, também, para os animais que não saem de casa, pois os morcegos podem entrar em contato com eles dentro dos imóveis. 

“Pedimos que os cães sejam levados com guia e coleira. É indicado que cães de grande porte estejam com enforcador e sejam conduzidos sempre por um adulto. Os gatos devem ser transportados em uma caixa adequada, pois podem ficar assustados e fugir”, diz Rodrigues.

 

Casos 

O último caso de raiva humana em Campinas foi registrado em 1981. Desde então, têm sido detectados, na área urbana do município, casos de raiva em morcegos e em animais domésticos de estimação, infectados por morcegos.  

Nos últimos anos, a cidade registrou um caso de raiva canina, em 2015, e dois casos em felinos (em 2014 e 2016). Por meio de exames laboratoriais foi verificado que estes animais foram infectados por vírus transmitidos por morcegos.  

Em 2017, até agosto, houve o registro de 16 casos da doença em morcegos. 

 

Voltar a lista de novidades


Crédito: Arquivo
Doses da vacina estarão disponíveis em 148 pontos da cidade