Centro de Lactação Banco de Leite Humano de Campinas

Histórico

O Centro de Lactação (CL)- Banco de Leite Humano (BLH) Municipal de Campinas foi criado em Fevereiro de 1993, a partir da inexistência de um Centro de Referência de Aleitamento Materno no Município de Campinas.

A idealização deste Serviço surgiu no decorrer do ano de 1992, quando a Dra. Cláudia Maria Monteiro Sampaio, ainda no segundo ano da Residência de Pediatria da Maternidade de Campinas, decidiu realizar o seu estágio opcional em Aleitamento Materno, pois presenciava na sua rotina diária as dificuldades de ser mantido o aleitamento materno exclusivo, principalmente nos prematuros que evoluíam com intercorrências logo após o nascimento, em especial a enterocolite necrosante, que além de aumentar o tempo de internação,  prolongava o sofrimento deste recém-nascido bem como de sua família, e algumas vezes tinha como evolução o óbito. 

Outra constatação importante foi no decorrer dos seus estágios no pronto-socorro e na enfermaria do Hospital Mário Gatti, onde eram atendidas e reinternadas, logo após a alta hospitalar, um grande número destas crianças, apresentando como diagnósticos mais frequentes as infecções respiratórias e gastrointestinais, sendo observado que a quase totalidade destas crianças não estavam recebendo leite materno, e também apresentavam erros alimentares. Aliado a estes fatos, sempre existiu o interesse da Pediatra de atuar na Medicina de maneira  preventiva e educativa, daí o Projeto do CL-BLH de Campinas ter se tornado um grande desafio na sua vida pessoal.   

Certa dos seus objetivos foi em busca de um "ESTÁGIO SUPERVISIONADO NO BANCO DE LEITE HUMANO DO INSTITUTO FERNANDES FIGUEIRA", que é o Centro de Referência Nacional de BLH, sendo que os custos totais deste período ficaram com a estagiária.

O passo seguinte foi conseguir uma bolsa para o "CURSO DE TREINAMENTO DE EQUIPES MULTIPROFISSIONAIS EM AMAMENTAÇÃO"(carga horária de 99 horas) com o reconhecimento da ORGANIZAÇÃO PANAMERICANA DE SAÚDE / OMS, cujo único local no nosso país a oferecê-lo era o Centro de Lactação de Santos, localizado no Hospital Guilherme Álvaro. Por intermédio do Prof. Dr. José Martins Filho foi feito contato com o Ministério da Saúde junto ao extinto INAN, tendo sido liberadas duas vagas (a outra foi preenchida por uma Enfermeira), visto que o curso não poderia ser feito individualmente pela proposta do mesmo, pois como tarefa final era obrigatória a apresentação oral e escrita de um Projeto na área de Aleitamento Materno, o qual deveria ser desenvolvido no local de origem dos participantes, já que estes deveriam ser multiplicadores. Neste momento o Projeto do Centro de Lactação - Banco de Leite Humano de Campinas saiu das ideias e passou a ser mais concreto.

Ao retornar dos cursos, prestes a concluir a Residência Médica, a Dra. Cláudia decidiu como estratégia imediata apresentar o Projeto elaborado em Santos à Prefeitura Municipal de Campinas através da Secretaria de Saúde, com proposta de parceria com a Maternidade de Campinas, pela mesma ser Instituição Filantrópica de tradição na cidade, realizar o maior número de partos SUS do Município. Também foi levada em conta a localização central da Maternidade, que facilita o acesso das pacientes.          

Nesta época, havia na Maternidade de Campinas uma área física chamada de "Banco de Leite". Porém, na realidade, existia somente um frigobar e três ordenhadeiras elétricas a vácuo, sendo o leite humano autoclavado.

Após o primeiro ano de implantação do Centro de Lactação - BLH, a Maternidade de Campinas registrou a menor mortalidade neonatal dos últimos 15 anos da instituição, que de 14,62 por 1000 em 1992 passou para 11,2 por 1000 em 1993. Neste primeiro ano, é preciso enfatizar a capacitação e as mudanças de rotina relacionadas ao aleitamento materno na Maternidade.

E, de acordo com o relatório da diretoria da Maternidade naquele ano, de responsabilidade do Diretor Clínico Dr. Arthur Canguçu, a redução ocorreu devido à instalação do Banco de Leite Humano.

Nos dois anos seguintes, a mortalidade continuou em declínio significativo, especialmente no grupo de prematuros extremos, fator importante no município de Campinas.

Página Inicial da Unidade

Histórico

Atividades realizadas e/ou propostas

Serviços Disponíveis

Mapa de Localização da Unidade

Volta a listagem de Unidades de Referência

Acesse a página do Distrito de Saúde Norte