SAD - Serviço de Assistência Domiciliar - Noroeste

Critérios de Inclusão e Exclusão

Critérios de Inclusão

  • Dependência de atendimento da equipe multiprofissional no domicílio

  • Área de abrangência (adscrição)

  • Morbidade : (patologias que denotem cuidados técnicos de média e alta complexidade)

  • Portadores de incapacidade funcional provisória ou permanente, que denotem necessidade de atendimento domiciliar, relativo ao processo de doença recente ou complicações clínicas;

  • Doenças crônicas degenerativas agudizadas

  • Patologias que necessitam de cuidados paliativos, pacientes em fase terminal;

  • Idosos com dificuldades especiais que denotam necessidade de atendimento domiciliar;

  • Pacientes em condições clínicas de risco que tenham internações recorrentes (acamados / dependentes);

  • Condições sociais às quais possa interferir diretamente, no processo saúde/doença, relativa às patologias citadas anteriormente.

Critérios prioritários

  • Devem ser considerados os números de intercorrências e/ou agravos

  • Necessidade de capacitação relativa aos cuidados do paciente no domicílio

  • Alta programada pré-estabelecida entre SAID´s e Hospitais

  • Risco de Internação: Pacientes que possam ser beneficiados com a intervenção imediata do SAID

  • Antibioticoterapia

  • Prognóstico da melhora com orientações e atendimento multiprofissional com brevidade

  • Paciente fase terminal (cuidados paliativos)

  • Dependentes de Oxigenoterapia Domiciliar

Obs: Tais critérios norteiam os encaminhamentos, bem como necessidade de absorção dos pacientes pelos serviços (triagem e avaliação de risco), mas devem ser analisados em conjunto, referentes à complexidade e condição da clientela a serem absorvidas nos SAID’s, com o olhar ampliado e de integralidade relativa às ações e os serviços envolvidos.

Fluxo (origem) dos encaminhamentos

  • Unidades Básicas de Saúde

  • Hospitais

  • PA’s

  • Especialidades e Referências

  • Demanda espontânea

Obs : os encaminhamentos devem ocorrer através de impresso próprio, após deverá ocorrer triagem e avaliação de risco das referidas equipes de SAID’s para o ingresso do paciente em acompanhamento sistemático.

Perfil dos pacientes:

  • Dependência total / parcial

  • Necessidade de procedimentos especializados no domicílio

  • Poli patologias

  • Necessidade de equipamentos

  • Condições sócio/econômicas prioritárias

  • Grau de complexidade (nº de agravos, infecção recorrentes, número de internações recentes, necessidade de apoio relativo aos cuidados).

Critérios para Exclusão:

  • Óbito

  • Melhora / estabilidade do quadro o qual deu origem a inclusão

  • Transferência para outro SAID

  • Mudança para outro Município

  • Falta de aderência aos cuidados propostos e normas da assistência

  • Não possuir cuidador responsável contínuo e identificado / ou dificuldade nos cuidados que impossibilitem o tratamento no domicílio

  • Discussão relativa aos pacientes institucionalizados (pacientes devem receber cuidados especiais através da própria instituição)

  • Necessidade de condições mínimas do domicílio relacionadas ao processo de doença do paciente, “ponderar” condições do domicílio X necessidades mínimas segundo as patologias instaladas.

  • Referente ao grau de complexidade

  • Com necessidade de ventilação mecânica

  • Com necessidade de monitorização contínua

  • Com necessidade de enfermagem intensiva

  • Com necessidade de propedêutica complementar com demandas potencial de realização de vários procedimentos diagnósticos em sequencias com urgência

  • Em uso de medicação complexa com efeitos colaterais potencialmente graves, ou de difícil administração

  • Com necessidade de tratamento cirúrgico em caráter de urgência, e  que não tenham cuidador contínuo identificado.

Retorna a página inicial da unidade